- Evento

Breno França prestigia evento da Fecomércio Bahia e do Sindicato Atacadista da Bahia

O Presidente do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Estado de Sergipe (Sincadise), Breno Pinheiro França, esteve presente na última segunda-feira (06) em Salvador, na Casa do Comércio, em evento promovido pela Federação do Comércio da Bahia, com o apoio do Sindicato Atacadista da Bahia e da Associação dos Distribuidores e Atacadistas da Bahia (ASDAB), em companhia do vice-presidente da Associação Brasileira dos Atacadistas e Distribuidores (ABAD), Juliano César Souto.
“Recebi o convite do presidente da Fecomércio da Bahia, meu amigo Carlos Andrade, do Presidente do Sindicato Atacadista da Bahia, Antônio Cabral e do Presidente da Associação dos Atacadistas da Bahia, Roberto Spanholi, para participar desse encontro com lideranças empresariais da Bahia e as bancadas federal e estadual baianas. Estive lá para prestigiar os amigos e os empresários do setor baiano, como uma maneira de agradecer todo o apoio recebido pelos companheiros empresários da Bahia”, comentou Breno França.
Segundo Breno, o encontro é um gesto concreto que o setor produtivo do comércio regional faz aos parlamentares que apoiaram a aprovação do PL 05/2021, que prorrogou os incentivos fiscais para as empresas que atuam no comércio. “Existem quarenta mil projetos de lei tramitando no Congresso e a aprovação do PL 05/2021 em um período recorde de nove meses é reflexo da união das entidades que representam o comércio de bens, serviços e turismo nos Estados, através das Federações do Comércio, da Confederação Nacional do Comércio (CNC), da ABAD e suas afiliadas”, declarou França acerca das ações direcionadas para o atacado distribuidor no Brasil.
Durante o encontro na Fecomércio-BA, no qual lideranças empresariais do comércio regional e nacional agradeceram aos parlamentares baianos pela aprovação do PL 05/2021, foi reiterada também a necessidade da aprovação do PLP 32/2021, que regulamenta a cobrança do DIFAL do ICMS pelos Estados.
“Foi apresentado um requerimento de urgência para que o projeto de lei 32/2021 entre na pauta de votação do plenário da Câmara, e estamos trabalhando para conseguir o número de assinaturas necessárias para que seja aprovado o requerimento de urgência. Estou esperançoso que o PLP 32/2021, que já foi aprovado no Senado, também irá avançar e ser aprovado na Câmara. Não se trata de criação de imposto e sim de regulamentação de algo que já existe e é fundamental para equiparar a carga tributária entre as vendas interestaduais e local, feitas à consumidor final não contribuinte. Estou fazendo a minha parte atuando em conjunto com os meus companheiros presidentes de Sindicatos, Federações do Comércio e Associações que representam o setor produtivo nos Estados e no Brasil”, concluiu Breno França.